quinta-feira, 19 de maio de 2016

Está Interessado ou Comprometido? Quer Mesmo Ser um Apresentador Que Fala Por Si?



Na publicação “Quer mesmo ser um Apresentador Que Fala Por Si?” abordámos genericamente a importância do compromisso (commitment) para que se atinja o sucesso ou, neste caso para que possamos ser um Apresentador Que Fala Por Si.
Estar comprometido é bem diferente de estar interessado. É muito mais do que isso! E é essa diferença que pode determinar o sucesso ou a... normalidade. Com base numa publicação que li, criei estes exemplos para o ajudar a perceber se está interessado ou comprometido em ser um Apresentador Que Fala Por Si:
  1. Se lê um artigo ou publicação (como esta) revela interesse da sua parte. Se aplica os conhecimentos que adquire isso já se considera compromisso. Os conceitos podem ser adquiridos pela leitura mas as competências não. Há que treinar, há que praticar! Note que dificilmente se fica magro por se ler uma dieta ou por se conhecer com detalhe o valor energético dos alimentos, não é verdade? Não aplique esse conhecimento e verá os resultados…
  2. Se dedica algum tempo à temática das apresentações, isso revela, de facto, interesse. Se, por outro lado, dedica muito do seu tempo livre ou empenha toda a sua energia a procurar ser um “Apresentador Que Fala Por Si”, aí sim, é compromisso. Se treina quando pode, sem método, dificilmente fará uma maratona…
  3. O interesse é “aliado” da procrastinação enquanto o compromisso leva à ação, e a focar-se naquilo que é realmente importante. Se tem interesse em emagrecer, começa amanhã. Se está comprometido, começou ontem, hoje vai ao nutricionista, começa a fazer exercício, etc.
  4. O interesse encontra desculpas (não nasci para ser um “Apresentador Que Fala Por Si”) enquanto o compromisso encontra soluções, procura competências e, claro, age!
Olhando para si, sente-se interessado ou comprometido? Quer Mesmo Ser um Apresentador que Fala Por Si?